A pertinência da formação especializada em quimioterapia

Autores

  • Sandra Marques Trabalhadora independente

Palavras-chave:

Quimioterapia, Formação de Enfermeiros, Prática Segura, Serviços de Oncologia

Resumo

Administração de quimioterapia é uma das práticas mais comuns nos Serviços de Oncologia e, como qualquer prática de Enfermagem, requer um sólido conhecimento sobre a mesma. É fundamental para assegurar uma prática segura que o enfermeiro detenha um bom nível de conhecimento e compreensão sobre as drogas citotóxicas, formas de administração, efeitos secundários, os potenciais riscos para si e para o doente e que saiba como atuar em caso de extravasamento. E isto só é possível com formação prévia e específica a nível formal e informal e a existência de protocolos que sustentem esta prática. Em determinados países existem programas específicos sobre a administração de quimioterapia, que combinam a teoria com a prática clínica nas Unidades de Oncologia. Esta formação é aplicada a toda a equipa de enfermagem, sendo obrigatória para todo os novos elementos do serviço. Como exemplo, neste artigo será apresentado um instrumento de avaliação,
integrado num programa de formação na administração de quimioterapia, existente num hospital especializado em Oncologia do Reino Unido. Mais do que um método de avaliação, este instrumento serve como testemunho do desenvolvimento progressivo das competências adquiridas pelos enfermeiros que trabalham nas Unidades de Oncologia. Permite ainda uma aproximação entre o enfermeiro mais experiente e aquele recém-chegado ao serviço, facilitando a sua integração em Oncologia.
Neste artigo pretende-se promover uma reflexão sobre a formação especializada em quimioterapia
nos Serviços de Oncologia e a sua importância para uma prática segura em enfermagem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Benner, P. (2005). De iniciado a perito – Excelência e poder na prática clínica da Enfermagem (2ª ed., pp16-186), Coimbra: Quarteto Editora.

Bush, T., Smith, K. (2010, December 13). Introducing a programme for post registration induction and knowledge and essential skills development. Nursing Times. Disponível em: https://www.nursingtimes.net/roles/nurse-educators/introducing-a-programme-for-post-registration-induction-and-knowledge-and-essential-skills-development-13-12-2010/.

Coordenação Nacional Doenças Oncológicas. (2009). Requisitos para a prestação de Cuidados em

Oncologia. Disponível em: http://www.europacolon.pt/Files/Ficheiros/PDFs/Noticias/RequisitosparaaPrestacaodeCuidadosemOncologia.pdf.

Kellen, S. L. (2017). Clearing the Pathway to Chemotherapy Certification for Inpatient Nurses.

Master’s Projects and Capstones. Disponível em:

https://repository.usfca.edu/cgi/viewcontent.cgi?article=1653&context=capstone.

Pirschel, C. (2017). Competencies Create Expert, Accountable Nurses Delivering Quality Care. Disponível em https://voice.ons.org/news-and-views/core-competencies-of-oncology-nurses.

Schelbred, A.B., Nord, R. (2007, November). Nurses’ experiences of drug administration errors.

PubMEd. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/?term=Schelbred%20AB%5B

Author%5D&cauthor=true&cauthor_uid=17908127.

The Royal Marsden NHS School of Cancer Nursing & Rehabilitation. (2010). Foundations in Chemotherapy Cancer Practice – Practice Assessment Level 5. Disponível

em: https://www.Royalmar sdenschool.ac .uk/courses/modules/principles-systemic-anticancer-therapy.

Downloads

Publicado

15-06-2020

Como Citar

1.
Marques S. A pertinência da formação especializada em quimioterapia. journal [Internet]. 15 de Junho de 2020 [citado 15 de Abril de 2024];(40):24-30. Disponível em: https://onco.news/index.php/journal/article/view/31

Edição

Secção

Artigos de Revisão