Cuidados de enfermagem promotores do conforto à pessoa em situação paliativa: Protocolo de scoping review

Autores

  • Olga Moura Ramos Unidade Local de Saúde de Matosinhos, Hospital Pedro Hispano, Departamento da Mulher, Criança e Jovem, Matosinhos; Universidade Católica Portuguesa, Instituto de Ciências da Saúde, Porto https://orcid.org/0000-0002-0039-2433
  • José Alberto Fernandes Traila Monteiro de Sá Fundação Fernando Pessoa, Hospital Escola Fernando Pessoa, Gondomar https://orcid.org/0000-0001-8636-3846
  • Marta Millan Figuerola Unidade Local de Saúde de Matosinhos, Hospital Pedro Hispano, Departamento da Mulher, Criança e Jovem, Matosinhos https://orcid.org/0009-0005-4133-5821
  • Maria Cristina Bompastor Augusto Instituto Politécnico de Saúde do Norte, CESPU, Escola Superior de Enfermagem do Tâmega e Sousa, Penafiel; CINTESIS – Center for Health Technology and Services Research, Porto https://orcid.org/0000-0003-0536-9547
  • Maria José Almendra Rodrigues Gomes Instituto Politécnico de Bragança, Escola Superior de Saúde, Bragança; UICISA: E – Unidade de Investigação em Ciências da Saúde: Enfermagem, Coimbra https://orcid.org/0000-0001-9825-8293

DOI:

https://doi.org/10.31877/on.2023.47.04

Palavras-chave:

Cuidados paliativos, Cuidados de conforto, Enfermagem de cuidados paliativos na terminalidade da vida, Scoping review

Resumo

Introdução: O conforto é sensível aos cuidados de enfermagem e resulta da satisfação da necessidade de alívio, tranquilidade e transcendência, nas dimensões física, psicoespiritual, social e ambiental. Objetivo: Mapear a evidência científica disponível sobre os cuidados de enfermagem que promovem o conforto na pessoa em situação paliativa. Critérios de inclusão: Estudos primários que relatem os cuidados de enfermagem na promoção do
conforto à pessoa em situação paliativa. Métodos: Protocolo de scoping review
segundo as recomendações do Joanna Briggs Institute. Estudos publicados e não publicados, com abordagem quantitativa, qualitativa ou de métodos mistos. Pesquisa completa nas bases de dados MEDLINE Complete, CINAHL Complete, Scopus, Web of Science, RCAAP e OpenGrey. Triagem dos estudos realizada pelo título e resumo, com posterior análise do texto integral por dois revisores independentes que farão a extração e categorização dos dados em função do conteúdo. Protocolo de pesquisa registado na Open Science Framework (DOI 10.17605/OSF.IO/CN258). Conclusões: Espera-se contribuir para a clarificação de conceitos e para a definição de um quadro teórico que fundamente a intervenção de enfermagem na promoção do conforto à pessoa em situação paliativa.

Palavras-chave: Cuidados paliativos; Conforto do paciente; Enfermagem; Cuidados de fim de vida; Revisão da pesquisa por pares.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Sleeman KE, de Brito M, Etkind S, Nkhoma K, Guo P, Higginson IJ, et al. The escalating global burden of serious health-related suffering: projections to 2060 by world regions, age groups, and health conditions. Lancet Glob Health. 2019 Jul 1;7(7):e883–92.

Horton R. A milestone for palliative care and pain relief. Vol. 391, The Lancet. Lancet Publishing Group; 2018. p. 1338–9.

World Health Organization. Palliative care [Internet]. 2020 [cited 2023 Mar 9]. Available from: https://www.who.int/news-room/fact-sheets/detail/palliative-care.

Clark D, Baur N, Clelland D, Garralda E, López-Fidalgo J, Connor S, et al. Mapping Levels of Palliative Care Development in 198 Countries: The Situation in 2017. J Pain Symptom Manage. 2020 Apr 1;59(4):794-807.e4.

Dzingina MD, Higginson IJ. Public health and palliative care in 2015. Vol. 31, Clinics in Geriatric Medicine. W.B. Saunders; 2015. p. 253–63.

Glasdam S, Ekstrand F, Rosberg M, van der Schaaf AM. A gap between the philosophy and the practice of palliative healthcare: sociological perspectives on the practice of nurses in specialised palliative homecare. Med Health Care Philos. 2020 Mar 1;23(1):141–52.

Dixe M dos A, Santo ID de O, Lopes S, Catarino H, Duarte S, Querido A, et al. Knowledge and myths about palliative care among the general public and health care professionals in Portugal. Int J Environ Res Public Health. 2020 Jul 1;17(13):1–12.

Kolcaba K. Holistic comfort: Operationalizing the construct as a nurse-sensitive outcome. Adv Nurs Sci. 1992;1–10.

Pinto S, Caldeira S, Martins JC, Rodgers B. Evolutionary analysis of the concept of comfort. Holist Nurs Pract. 2017;31(4):243–52.

Apóstolo J, Antunes M, Mendes A, Castro I. Conforto/ desconforto em doentes internados em clínica psiquiátrica. Revista Portuguesa de Enfermagem de Saúde Mental. 2012;7:33–8.

Pinto S, Caldeira S, Martins JC. A systematic literature review toward the characterization of comfort. Vol. 30, Holistic Nursing Practice. Lippincott Williams and Wilkins; 2016. p. 14–24.

Morse J. On Comfort and Comforting. Am J Nurs. 2000;100(9):34–8.

Gomes MJ, Ramos OM. Cuidados em fim de vida: Que desafios. In: Magalhães B, Galvão A, editors. Cuidar em oncologia: Reflexões para a prática clínica. Euromédice; 2022. p. 296–305.

American Academy of Hospice and Palliative Medicine. Hospice and Palliative Medicine Core Competencies Version 2.3. 2009.

Kirkpatrick AJ, Cantrell MA, Smeltzer SC. A concept analysis of palliative care nursing: Advancing nursing theory. Adv Nurs Sci. 2017;40(4):356–69.

American Nurses Association, Hospice and Palliative Nurses Association. Palliative Nursing: Scope and Standards of Nursing Practice. Silver Spring; 2014.

American Association of Nurses. The Essentials of Baccalaureate Education for Professional Nursing Practice. 2008.

Peters MDJ, Godfrey C, McInerney P, Munn Z, Tricco AC, Khalil H. Chapter 11: Scoping reviews (2020 Version). In: Aromataris E, Munn Z, editors. JBI Manual for Evidence Synthesis. JBI; 2020.

Downloads

Publicado

24-11-2023

Como Citar

1.
Moura Ramos O, Fernandes Traila Monteiro de Sá JA, Millan Figuerola M, Bompastor Augusto MC, Almendra Rodrigues Gomes MJ. Cuidados de enfermagem promotores do conforto à pessoa em situação paliativa: Protocolo de scoping review. journal [Internet]. 24 de Novembro de 2023 [citado 15 de Abril de 2024];(47):e0162. Disponível em: https://onco.news/index.php/journal/article/view/162

Edição

Secção

Artigos de Revisão