Fatores determinantes na transição para cuidados paliativos: Perspetiva de enfermeiros peritos

Autores

Palavras-chave:

Cuidados paliativos, Enfermagem, Cuidado transicional, Estudo qualitativo

Resumo

Enquadramento: O foco de atenção dos enfermeiros deve abarcar os fatores de vulnerabilidade para compreender a dimensão da intensidade das suas intervenções, de forma a facilitar o processo de transição para cuidados paliativos.

Objetivo: Determinar a perceção dos peritos em enfermagem sobre as condicionantes da transição para cuidados paliativos.

Metodologia: Estudo qualitativo, com abordagem fenomenológica – descritiva, com recurso ao método de análise de conteúdo, de Bardin. Entrevistas semiestruturadas a 9 peritos de uma Unidade de Cuidados Paliativos. Os dados foram interpretados à luz da Teoria das Transições, de Afaf Meleis e organizados com o software ATLAS.ti®.

Resultados: Identificaram-se fatores considerados facilitadores, tais como atitudes e significados positivos sobre os cuidados paliativos, a espiritualidade e religiosidade; e, outros identificados como inibidores, tais como suporte familiar insuficiente, expectativas irrealistas e falta de conhecimento sobre cuidados paliativos.

Conclusão: Os enfermeiros devem tornar-se agentes facilitadores da transição para cuidados paliativos, identificando as barreiras e enfatizando os fatores facilitadores com vista a uma transição saudável.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Meleis AI, Sawyer LM, Im EO, Messias DKH, Schumacher K. Experiencing transitions: an emerging middle-range theory. Advances in nursing science. Advances in nursing science. 2000;23(1):12–28. Fringer A, Hechinger M, Schnepp W. Transitions as experienced by persons in palliative care circumstances and their families – a qualitative meta-synthesis. BMC Palliat Care. 2018 Dec 5;17(1):22.

Chick N, Meleis AI. Transitions: A nursing concern. In: Aspen Publication, editor. Nursing research methodology . CO; 1986. p. 237–57.

International Association for Hospice & Palliative Care. Palliative Care Definition. https://hospicecare.com/what-we-do/projects/consensus- based-definition-of-palliative-care/definition/ . 2019.

Aprovação do Regulamento do Exercício Profissional dos Enfermeiros Decreto-Lei n.o 161/1996. Diário da República n.o 205/1996, Série I-A de 1996-09-04 p. 2959–62.

Schumacher K, Meleis A. Transitions: a central concept in nursing. In: Springer Publishing Company., editor. Transitions Theory: middle-range and situation-specific theories in nursing research and practice. New York; 2010. p. 38–51.

Ordem dos Enfermeiros – Conselho de Enfermagem. Padrões de Qualidade dos Cuidados de Enfermagem. Lisboa, Portugal; 2001.

Nickolich MS, El-Jawahri A, Temel JS, LeBlanc TW. Discussing the Evidence for Upstream Palliative Care in Improving Outcomes in Advanced Cancer. American Society of Clinical Oncology Educational Book. 2016 May;(36):e534–8.

Knaul FM. Integrating palliative care into health systems is essential to achieve Universal Health Coverage. Lancet Oncol. 2018 Nov;19(11):e566–7.

Zhi WI, Smith TJ. Early integration of palliative care into oncology: evidence, challenges and barriers. Ann Palliat Med. 2015 Jul;4(3):122–31.

Coleby T. Defining what matters most to patients. British Journal of Nursing. 2017 Sep 5;26(Sup16a):S15–20.

Machado S. Morrer num Serviço De Medicina Interna: As Últimas Horas de Vida. Med Interna (Bucur). 2018 Dec 19;25(4).

Chow K, Dahlin C. Integration of Palliative Care and Oncology Nursing. Semin Oncol Nurs. 2018 Aug;34(3):192–201.

Richards N, Ingleton C, Gardiner C, Gott M. Awareness contexts revisited: indeterminacy in initiating discussions at the end-of-life. J Adv Nurs. 2013 Dec;69(12):2654–64.

Stajduhar KI, Tayler C. Helene Hudson Lecture: Taking an “upstream” approach in the care of dying cancer patients: The case for a palliative approach. Canadian Oncology Nursing Journal. 2014 Aug 5;24(3):144–8.

Benner P. De Iniciado a Perito. Quarteto Editora, editor. Coimbra, Portugal; 2005.

European Association of Palliative Care. Competências Centrais em Cuidados Paliativos: Um Guia Orientador da EAPC sobre Educação em cuidados paliativos – parte 1. . https://www.eapcnet.eu/publications/eapc-publications/ArtMID/843/ArticleID/380/portuguese-competências-centrais-em-cuidados-paliativos-um-guia-orientador-da-eapc-sobre-educação-em-cuidados-paliativos . 2013.

Downloads

Publicado

09-11-2022

Como Citar

1.
Tavares P, Santos Silva R, Magalhães B. Fatores determinantes na transição para cuidados paliativos: Perspetiva de enfermeiros peritos. journal [Internet]. 9 de Novembro de 2022 [citado 28 de Maio de 2024];(45):e058. Disponível em: https://onco.news/index.php/journal/article/view/58

Edição

Secção

Artigos de Investigação