Intervenção de enfermagem na transição para a prestação de cuidados paliativos: uma scoping review

Autores

  • Pedro Tavares Hospital da Luz Lisboa, Lisboa

Palavras-chave:

Cuidados Paliativos, Intervenções de Enfermagem, Transição, Teoria das Transições

Resumo

O processo de transição de cuidados para os cuidados paliativos não deve ser subestimado.
Os enfermeiros devem tornar-se agentes facilitadores da transição para cuidados paliativos. Contudo, os dados relativos às intervenções implementadas durante a transição encontram-se dispersos na literatura.

Objetivo: Mapear intervenções implementadas pelos enfermeiros durante a transição para cuidados paliativos.

Método de revisão: Scoping review com base nos princípios preconizados pelo Joanna Briggs Institute. Um revisor independente realizou a análise de relevância dos artigos, a extração e síntese dos dados.

Apresentação e interpretação dos dados: Seis estudos foram incluídos na revisão. As intervenções implementadas pelos enfermeiros dizem respeito à comunicação, capacitação, coping, emoções e continuidade de cuidados.

Conclusão: As intervenções implementadas pelos enfermeiros descritas nos estudos diferem entre si.
Mais estudos devem ser realizados para identificar as intervenções implementadas pelos enfermeiros durante a transição para cuidados paliativos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Badger J. Factors That Enable or Complicate End-of-Life Transitions in Critical Care. American Journal of Critical Care. 2005. Volume 14:6.

Black P., Hyde C. Caring for people with a learning disability, colorectal cancer and stoma. British Journal of Nursing. 2015.

Fridh I. Caring for the during patient in the ICU – The past, the present and the future. Intensive and Critical Care Nursing. 2014. Volume 20: 306-311.

Lunney M. et. al. Participant Action Research With Staff Nurses in End-of-Life Care. Journal of Hospice & Palliative Care. 2013. Volume 15: 3.

Meleis A. Transitions Theory – Middle Range and Situation Specific Theories in Nursing Research and Practice. Ed. Springer Publishing Company: Nova Iorque; 2010.

Meleis A. Theorical Nursing: Development and Progress. Ed. Philadelphia: Lippincott; 2007.

Meleis A., Sawyer LM, Im EO, et. al. Experiencing Transitions: An Emerging Middle-Range Theory. Advances in Nursing Science. 2000.

Pearson, A., et. al. The JBI model of evidence-based healthcare. International Journal of Evidence-Based

Healthcare. 2005. Volume 3: 207–15.

Peters, M., et. al. Guidance for conducting systematic scoping reviews. International Journal of Evidence-Based Healthcare. 2015. Volume 13: 141–146.

Peters, M., et. al. Methodology for JBI scoping reviews. The Joanna Briggs Institute Reviewers’ Manual. 2015.

Ronaldson S., Devery K. The experience of transition to palliative care services: perspectives of patients and nurses. International Journal of Palliative Care. 2001. Volume 7: 4.

Rose K., Lopez R. Transitions in Dementia Care: Theoretical Support for Nursing Roles. The Online Journal of Issues in Nursing. 2012. Volume 17: 4.

Silva A. Enfermagem Avançada: Um sentido para o desenvolvimento da profissão e da disciplina. Servir. 2007. Volume 55: 11-20.

Downloads

Publicado

20-12-2019

Como Citar

1.
Tavares P. Intervenção de enfermagem na transição para a prestação de cuidados paliativos: uma scoping review. journal [Internet]. 20 de Dezembro de 2019 [citado 28 de Maio de 2024];(39):23-8. Disponível em: https://onco.news/index.php/journal/article/view/35

Edição

Secção

Artigos de Revisão