Funcionalidade do doente oncológico internado em cuidados paliativos

Autores

DOI:

https://doi.org/10.31877/on.2023.46.05

Palavras-chave:

Cuidados paliativos, Neoplasias, Enfermagem, Capacidade funcional

Resumo

Enquadramento: Os doentes referenciados para cuidados paliativos (CP) carecem da aplicação de instrumentos de avaliação, tais como o nível de funcionalidade.

Objetivo: Identificar as características sociodemográficas e clínicas do doente internado e caracterizar a sua capacidade funcional.

Metodologia: Estudo descritivo, longitudinal de adultos oncológicos internados em CP (n=53) de Março a Junho de 2022. Os instrumentos MIF®, ECOG® e PPS®, foram aplicados na admissão, no 14º dia de internamento e na alta.

Resultados: Os 53 doentes avaliados apresentam uma idade média de 71 anos, sendo a maioria masculinos (64,2%) e com carcinomas gástricos (17,0%). Na admissão, os doentes que apresentam valores da MIF reduzidos,
apresentam também valores de PPS e ECOG diminutos. Da admissão ao 14º dia, verifica-se um agravamento da funcionalidade. Nenhum doente obteve intervenção por parte do Enfermeiro de Reabilitação.

Conclusão: Os resultados demonstram um decréscimo da funcionalidade, exigindo dos profissionais um acompanhamento contínuo e um reajuste do plano avançado de cuidados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Arias-Casais N, et al. EAPC Atlas of Palliative Care In Europe. [Internet]. Vilvoorde: EAPC Press; 2019 [citado 2022 Jun 10].

Disponível em: https://www.hospiz.at/wordpress/wp-content/uploads/2019/07/EAPC-Atlas-2019-final-web.pdf.

WHO. World Health Organization Cancer. [Internet]. 2021. [citado 2022 Jun 10]. Disponível em: https://www.who.int/health-topics/cancer#tab=tab_1.

Cohen-Mansfield, J., Skornick-Bouchbinder, M., & Brill, S. Trajectories of End of Life: A Systematic Review. J Gerontol B Psychol Sci Soc Sci. [Internet]. 2018. [citado 2022 Jun 10];73(4), 564–572. Disponível em: https://doi.org/10.1093/geronb/gbx093.

WHO. World Health Organization Palliative Care. [Internet]. 2020. [citado 2022 Jun 10]. Disponível em: https://www.who.int/health-topics/palliative-care.

Radbruch L, et al. Redefining Palliative Care: a new consensus-based definition. JPSM [Internet]. 2020

[citado 2022 Nov 9];60(4):754-764. Disponível em:

https://www.jpsmjournal.com/action/showPdf?pii=S0885-3924%2820%2930247-5.

Amblàs J, Bauer R, Beas E, et al. Building integrated palliative care programs and services [Internet]. Catalonia: Gómez-Batiste X, Connor S; 2017 de Mai [citado 2022 Jun 10]. Disponível em: https://www.thewhpca.org/resources/category/building-integrated-palliative-care-programs-and-services.

Observatório Português dos Cuidados Paliativos. Relatório de outuno 2019: cobertura e caracterização das equipas e profissionais das equipas de cuidados paliativos. [Internet].

Lisboa: Instituto das Ciências da Saúde; 2019 Dez [citado 2022 Nov 9]. 41 p. Disponível em: https://ics.lisboa.ucp.pt/asset/4181/file.

Minosso J, Souza L, Oliveira M. Reabilitação em cuidados paliativos. Texto Contexto Enferm. [Internet]. 2016 [citado 2022 Nov 9];25(3):1-9. Disponível em:

https://www.scielo.br/j/tce/a/6NSCw7QqMkKYcLPmxhdjbSG/?lang=pt.

DOI: https://doi.org/10.1590/0104-07072016001470015.

Sanvezzo V, Montandon D, Esteves L. Instrumentos de avaliação de funcionalidade de idosos em cuidados paliativos: uma revisão integrativa. Rev Bras Geriatr Geront. [Internet]. 2018 [citado 2022 Out 6];21(5): 627-638. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbgg/a/BYbf3hTJtbyK9jF8fLktFBK/abstract/?lang=pt. DOI: https://doi.org/10.1590/1981-22562018021.180033.

Vilelas J. Investigação: o processo de construção do conhecimento. 3º ed. Edições Sílabo; 2018. 512p.

Laíns J. Guia para o uso do sistema uniformizado de dados para reabilitação médica (SUDRM). Tradução autorizada pelo Uniform Data System for Medical Rehabilitation and The Center for Functional Assessment Research, State University of New York: Buffalo; 1991. 52p.

Ottenbacher K, Hsu Y, Granger C, Fiedler R. The reliability of the functional independence measure: a quantitative review. Arch Phys Med Rehabil. [Internet]. 1996 [citado 2022 Out 6];77(12):1226-32. Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/8976303/. DOI: 10.1016/s0003-9993(96)90184-7.

Oken M, Creech R, Tormey D, Horton J, Davis T, McFadden E, Carbone P. Toxicity and response criteria of the Eastern Cooperative Oncology Group. Am J Clin Oncol. [Internet]. 1982 [citado 2022 Out 6];5(6):649-655. Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/7165009/.

DOI: 10.1097/00000421-198212000-00014.

Anderson F, Downing G, Hill J, Casorso L, Lerch N. Palliative Performance Scale (PPS): a new tool. J Palliat Care. [Internet]. 1996 [citado 2022 Out 6];12(1):5-11. Disponível

em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/8857241/.

Ribeiro C, Martinez M. Cuidados Paliativos: a importância do trabalho em equipa e aliança terapêutica. Rev Port de Onco. [Internet]. 2016 [citado 2022 Out 6];2(1):25-29.

Disponível em:

https://docplayer.com.br/53453755-Cuidados-paliativos-a-importancia-do-trabalho-em-equipa-e-alianca-terapeutica.html.

Kesonen P, Salminen L, Haavisto E. Patients and family members´ perceptions of interprofessional teamwork in palliative care: a qualitative descriptive study. J Clin Nurs. [Internet]. 2022 [citado 2022 Out 6];31(17-18):2644-2653. Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/35001462/.

DOI:https://doi.org/10.1111/jocn.16192.

Myers J, Kim A, Flanagan J, Selby D. Palliative performance scale and survival among outpatients with advanced cancer. Support Care Cancer [Internet]. 2015 [citado 2022 Nov 9];23(4):913-918. Disponível em https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/25228018/. DOI:10.1007/s00520-014-2440-8.

Baik D, Russell D, Jordan L, Dooley F, Bowles K, Creber R. Using the palliative performance scale to estimate survival for patients at the end of life: a systematic review of the literature. J Palliat Med. [Internet]. 2018 [citado 2022 Nov 9];21(11):1651-1661. Disponível em:

https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/30129809/. DOI: 10.1089/jpm.2018.0141

Al Saleh K, Al Sayed N, Abd-El-Gawad W, Mostafa S, Mostafa M, Bedair A. Palliative performance scale differences between patients referred by specialized cancer center and general hospitals to the palliative care center in Kuwait. Journal of Clinical Oncology [Internet]. 2015. [citado 2022

Nov 9];33, no. 15_suppl. Disponível em https://ascopubs.org/doi/abs/10.1200/jco.2015.33.15_suppl.e20541.

Karaman E, Kasar K.S., Deniz K, Yıldırım Y. Symptoms, performance status and quality of life in cancer patients receiving palliative care. Ege Journal of Medicine. [Internet]. 2022. [citado 2022 Nov 9]; 61(1) 64-72. Disponível em: http://egetipdergisi.com.tr/en/download/article-file/2301579.

Comissão Nacional de Cuidados Paliativos. Plano Estratégico para o Desenvolvimento dos Cuidados Paliativos 2017-2018. [Internet]. Lisboa; 2017 [citado 2022 Set 9]. 42 p.

Disponível em: https://www.acss.min-saude.pt/wp-content/uploads/2017/01/Plano-Estrat%C3%A9gico-para-o-Desenvolvimento-CP-2017-2018.pdf.

Comissão Nacional de Cuidados Paliativos. Plano Estratégico para o Desenvolvimento dos Cuidados Paliativos 2021-2022. [Internet]. Lisboa; 2021 [citado 2022 Set 9]. 60 p.

Disponível em: https://www.acss.min-saude.pt/wp-content/uploads/2017/01/PEDCP-2021_2.

Freire E. Guia Prático de Controlo Sintomático. 2º ed. Lisboa: NEMPAL; 2021. 204 p.

Ordem dos Enfermeiros. Regulamento dos Padrões de Qualidade dos Cuidados Especializados em Enfermagem em Enfermagem de Reabilitação. [Internet]. Lisboa: Ordem dos Enfermeiros; 2015 Jun [citado 2022 Nov 9]. 6 p. Disponível em: https://www.ordemenfermeiros.

pt/arquivo/legislacao/Documents/LegislacaoOE/RegulamentoPadQualidadeCuidEspecializEnfReabilitacao_DRJun2015.pdf.

Martins R, Cardoso R, Carvalho N, Batista S, Dinis A, Andrade A. Perceção dos enfermeiros de cuidados paliativos sobre a intervenção do enfermeiro especialista em enfermagem de reabilitação. NTQR [Internet]. 2020 Jul 7 [citado 2022 Nov 9];3:1-13. Disponível em:

https://publi.ludomedia.org/index.php/ntqr/article/view/132.

DOI: https://doi.org/10.36367/ntqr.3.2020.1-13.

Ribeiro C. (2017). Necessidades da pessoa em situação paliativa: perspectiva do enfermeiro especialista em enfermagem de reabilitação [dissertação de mestrado na internet]. Porto (Portugal): Escola Superior de Enfermagem do Porto; 2017 [citado a 2022 Nov 20]. 153 p.

Disponível em: https://comum.rcaap.pt/handle/10400.26/18190.

Downloads

Publicado

20-06-2023

Como Citar

1.
Gomes S, Marques Ângela, Rosete M, Batista P, Gandum F, Santos MC. Funcionalidade do doente oncológico internado em cuidados paliativos . journal [Internet]. 20 de Junho de 2023 [citado 17 de Julho de 2024];(46):e0110. Disponível em: https://onco.news/index.php/journal/article/view/110

Edição

Secção

Artigos de Investigação