Sexualidade no doente ostomizado: estudo exploratório

Autores

  • Daniela Fernandes Hospital Garcia de Orta

DOI:

https://doi.org/10.31877/on.2013.25.01

Palavras-chave:

sexualidade, estoma, ostomizados

Resumo

O estoma causa impacto em várias esferas da vida da pessoa, inclusive na dimensão da sexualidade, bem como na vivência do seu parceiro sexual. O tema sexualidade abrange inúmeros aspetos, marcados pela subjetividade humana e que envolvem perceções e significados. Uma pessoa ostomizada enfrenta alterações físicas, psicológicas e sociais que têm implicações em termos do seu autocuidado, nomeadamente na alimentação, no processo de eliminação, nos cuidados de higiene, na vida familiar, social e profissional.
A consciencialização em relação à doença e as estratégias de adaptação utilizadas parecem estar relacionadas com a capacidade da pessoa integrar o estoma no seu autoconceito e autoimagem. Recorrendo à PEO (Perceived Effect of an Ostomy) (Ilsa, L., Peter, J., 1995), pretendeu-se descrever os principais aspetos da sexualidade no doente ostomizado. Quer o interesse sexual, quer até comportamentos de ordem meramente afetiva, incluem-se entre aqueles que geram um Maior grau de preocupação nestes sujeitos. Complementarmente foram também avaliadas as atividades quotidianas, autoestima e os cuidados com a ostomia, verificando-se que as competências de relacionamento social, o interesse pela vida e a perceção de solidão revelam-se como responsáveis por um grau elevado de preocupação. Relativamente à influência do género e da condição laboral, observou-se que as mulheres ostomizadas revelam uma menor preocupação com as várias dimensões da sua sexualidade, tendo-se igualmente concluído que os sujeitos que ainda se encontram profissionalmente ativos demonstram uma
menor preocupação quer com a sexualidade, quer com as atividades quotidianas, autoestima e cuidados com a ostomia. Foram encontradas correlações estatisticamente significativas entre todas a dimensões da PEO (Perceived Effect of an Ostomy) (sexualidade, atividades quotidianas, autoestima e cuidados com a ostomia).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

20-11-2013

Como Citar

1.
Fernandes D. Sexualidade no doente ostomizado: estudo exploratório. journal [Internet]. 20 de Novembro de 2013 [citado 21 de Fevereiro de 2024];(25):9-15. Disponível em: https://onco.news/index.php/journal/article/view/149

Edição

Secção

Artigos de Investigação